Estudantes buscam tecnologias na Expodireto

Estudantes buscam tecnologias na Expodireto
Da esquerda para a direita: Thel Bildhauer, 15 anos; Thaysla Bezaro, 13; Tessya Brandão, 17; Maria Thainá, 14; e Lucas Carpes da Silva, 15, de Palmeira das Missões
14/03/2019 edição 2019

Milhares de estudantes visitam a Expodireto Cotrijal nesta quinta-feira (14). Os alunos são provenientes de escolas de várias regiões e vieram de excursão para Não-Me-Toque. No parque, buscam pelas novas tecnologias e também realizam trabalhos escolares.

É fácil reconhecer os estudantes que excursionam pela feira. Em geral, eles andam sempre em grupo com mochilas nas costas. E quando param em algum estande, logo começam a fazer diversas perguntas aos expositores.

É o caso da estudante Thaysla Bezaro, 13 anos, aluna do 1º ano da Escola Agostinho Celesto Gobbato, de Palmeira das Missões. A moça carregava uma prancheta para não se perder nos questionamentos aos expositores.

“Viemos pesquisar sobre as tecnologias empregadas nas máquinas, os tipos de implementos e também o EPI (equipamento de proteção individual). Temos muitos estandes para visitar”, disse a jovem, que passeava pela feira com outros quatro colegas.

De Passo Fundo, vieram as jovens Samara Bela Gasparino, 14, e Iris Raíssa, 13. Ambas entrevistaram a jornalista Mayara Dalla Libera, da Assessoria de Imprensa da Cotrijal, a fim de buscar dados sobre a feira. Ambas são alunas do 9º ano da Escola Jerônimo Coelho. “Estamos fazendo um trabalho de Geografia e buscamos informações sobre inovações e tecnologia”, explicou Samara.

Já Iris ficou impressionada com as novidades que encontrou no parque de exposições. “É uma feira muito interessante e que proporciona uma experiência bem legal”, ressaltou a jovem.

As estudantes Samara Gasparino, 14, e Iris Raíssa (à direita), 13, vieram de Passo Fundo e entrevistaram a jornalista Mayara Dalla LiberaApós o passeio pelos estandes, muitos jovens aproveitaram o dia de sol para descansar sob as sombras das árvores da área verde do parque. Foi o que fizeram as colegas Gabrieli Klein e Daiani Camargo de Melo, ambas de 15 anos, alunas do 1º ano da Escola Menino Deus, de Quinze de Novembro. Elas são filhas de agricultores. “É incrível como a tecnologia evolui. Estive aqui pela última vez em 2017”, relembra Gabrieli.

Já Daiani se impressionou com o tamanho do parque. “É grande a área a ser percorrida e são muitas as novidades. Nossa escola vem quase todos os anos”, festeja a jovem.

Gabrieli Klein, 15; Daiani Camargo de Melo, 15, de Quinze de Novembro, descasam sob a sobra após passeio pelos estandes


Fonte: Assessoria de Imprensa da Expodireto Cotrijal



Compartilhar:
Todos os Direitos Reservados © 2019
Desenvolvido por: BRSIS